30 de maio de 2008

FNAC av Paulista - comentário do atendente


Fui hoje à FNAC av Paulista depois do almoço para tomar um café, ai presenciei (mais) um exemplo de desalinhamento entre a visão de quem gerencia o negócio e a dos funcionários que estão na linha de frente.

Um atendente de seção comentou com um outro na minha frente sobre a nova estante montada no meio do corredor:

- "É... mais uma estante pra gente ficar arrumando... que saco!"

O outro respondeu em tom conformista:

- "É mesmo... que saco!"

Mudanças são necessárias. Isso é óbvio... A nova estante não foi colocada ali ao acaso, pois há quem estude o fluxo de clientes na loja e os pontos de maior visibilidade. Algumas editoras pagam a mais para ter seus lançamentos destacados em estantes mais vistosas. Mas infelizmente, pelo jeito, só estão enxergando mais uma estante e livros para arrumar.

"Que saco" e "que pena", digo eu!

Um comentário:

Ana Cristina disse...

Esse é um exemplo claro que como a estratégia de uma organização não está alinhada com a execução. Como foi dito, as editoras pagam a mais por terem seus livros destacados. Creio que os funcionários poderiam ter remunerações variáveis de acordo com a exposição dos livros, por setor de desenvolvimento de vendas, etc... Além da remuneração e reconhecimento, conhecerem e compartilharem do mesmo objetivo ajudaria no melhor empenho desses colaboradores.