4 de janeiro de 2011

Quanto custa?

Essa é uma das perguntas mais difíceis no varejo hoje em dia, pelo menos aqui em São Paulo.

Já percebeu que não se anunciam mais os preços das coisas? Somente a condição de pagamento: 12 x R$134 ou 8 x R$287 etc.

Outro dia estava no shopping para comprar um par de sapatos. Parei na frente da loja e fiquei olhando os modelos na vitrine. Eis que a vendedora saiu para me atender. Achei meio agressivo, já que a boa etiqueta manda esperar o cliente dentro da loja. Logo em seguida veio a famosa perguntinha: "posso ajudá-lo, senhor?"

"Claro!", respondi. "Qual é o preço desse sapato?". O modelo tinha uma etiqueta que dizia "3 x R$56" e nada mais.

A vendedora deu uma risadinha e disse: "três de cinquenta e seis."

"Ok, essa é a forma de pagamento. Mas qual seria o preço do sapato a vista?", perguntei.

"Ah, ai eu tenho que ver dentro da loja. Tem desconto se for a vista". Ah, quer dizer então que a ordem agora é fazer todo mundo se endividar. Dane-se o preço a vista. Pois bem, lá fui eu de novo.

"Quanto dá três vezes cinquenta e seis?", perguntei para a vendedora que imediatamente perdeu o sorriso. "Sabe porque o seu chefe faz isso? Para enganar o povo que não sabe fazer conta. O preço é cento e sessenta e oito reais, o que é muito para esse modelo. Agora, o povo toma decisão em cima do 'cinquenta e seis' da etiqueta. Com todo respeito, não vou nem entrar na loja. Obrigado."

A moça ficou brava, e olha que ela é apenas uma funcionária, temporária, se bobear. Mas onde está a ofensa ai? É normal esconder o preço do produto através do artifício da forma de pagamento facilitada? Isso para mim é "A" ofensa. Talvez eu tenha sido um pouco chato ao usar a própria vendedora como exemplo da "falta de preparo" do povo no papel de consumidor, que não sabe fazer uma simples conta de multiplicar.

Pelo jeito muito empresário por ai está com medo de dizer, na lata, o preço de seus produtos. Por que será?

Se a moda pega daqui a pouco vai ter padeiro vendendo a prestação também.

Cliente: "Me vê um pãozinho ai. Quanto é?"

Padeiro: "Doze de ponto zero, dois, três, três Real."

Cliente: "Hã? Como é?"

Padeiro: "Deixa eu escrever pro senhor: R$ 0,0233"

Cliente: "Mas isso é fração de centavo!! O senhor tá doido?"

Padeiro: "Aliás, quanto dá essa conta? He he he! Nem eu sei."

Nenhum comentário: